Alfabeto Sumério - Colégio Lectus
16872
single,single-post,postid-16872,single-format-standard,ecwd-theme-bridge,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,columns-3,qode-theme-ver-9.2,wpb-js-composer js-comp-ver-4.11.2.1,vc_responsive
 

Alfabeto Sumério

alfabeto-sumerio

Alfabeto Sumério

Escrita Suméria, o início – Escrevendo como antigamente

 

Ao estudarmos as civilizações antigas (Mesopotâmia e Egito), e iniciarmos o entendimento acerca da formação social, política, econômica e cultural, fizemos um trabalho sobre a escrita suméria – os sumérios são considerados os inventores da escrita.

 

A escrita suméria, grafada em cuneiforme, é a mais antiga língua humana escrita conhecida. A sua invenção deve-se às necessidades de administração (cobrança de impostos, registo de cabeças de gado, medidas de cereal).

 

Inicialmente a escrita compunha-se de marcas simples, depois de pictogramas e depois as formas tornaram-se mais simples e abstratas. Os primeiros documentos eram gravados em tabuletas de argila, em sequências verticais de escrita, e com um estilete feito de cana que gravava traços verticais, horizontais e oblíquos. Em breve, tornou-se comum o uso de linhas.

 

Nós brincamos substituindo o estilete feito de cana por lápis e a tábua de argila por massa de modelar não tóxica.

 

Foi um aprendizado lúdico e bastante efetivo.  Nossas crianças do 6° E.F., usando as palavras: cabeça, pão, comer, vaca, arado e carpa, montaram uma frase no papel e passaram a escrever suas frases usando a escrita suméria.

 

Elas se dedicaram e adoraram experimentar um jeito diferente de escrever.

Professor de História

Almir Alegretti

Seja o primeiro a comentar

Deixe seu comentário